Naturais
Colares Viuva Gomes Tinto Colheitas Antigas 1931

Colares Viuva Gomes Tinto Colheitas Antigas 1931

Naturais

Ramisco
Servir a 16º-18º
Potencial de Envelhecimento
268.94 €
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 12
Este vinho velho tinto Colares Viuva Gomes é um colheita antiga de 1931 que se caracteriza pela sua cor vermelho rubi, apresentando no olfacto aromas de frutas vermelhas e especiarias. No paladar apresenta um bom corpo, com um final longo e persistente.

O vinho Colares Viúva Gomes 1931 é proveniente de vinhas não enxertadas, plantadas nas dunas, no designado "chão de areia". Nesta colheita antiga estão vincadas as características genuínas de um colares que, com o tempo, originaram notas aromáticas de terra húmida e cereja em passa.

Se o vinho for manuseado adequadamente (abertura da garrafa com antecedência e temperatura de 18 graus), constata-se uma complexidade aromática relacionada com frutos secos, nomeadamente o pinhão, e com frutos vermelhos, muito agradável.

Apesar de ser um vinho velho, Colares Viuva Gomes 1934 acompanha bem pratos de salsichas, carnes e queijos.

Casta: Ramisco

Vol: 11%

Enólogo: Francisco Figueiredo
Vinhos que com o tempo ganharam uma tonalidade casca de cebola, embora mantenham uma agradável frescura. Notas aromáticas de terra húmida e cereja em passa, na boca apresentam uma estrutura leve com taninos bem marcados e notas salinas no final.

Se o vinho for manuseado adequadamente (abertura da garrafa com antecedência e temperatura de 18 graus), constata-se uma complexidade aromática relacionada com frutos secos, nomeadamente o pinhão, e com frutos vermelhos, muito agradável.