Alentejo Branco
Paulo Laureano Vinhas Velhas Branco 2018

Paulo Laureano Vinhas Velhas Branco 2018

Alentejo Branco

Antão Vaz, Arinto, Fernão Pires
Branco encorpado
Servir a 10º-12º
Carnes brancas, Peixe
Consumo Imediato
5.93 €
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 12
Filosofia: Portugal é certamente um dos países vitivinícolas com um maior património vitivinícola do Velho Mundo. De Norte a Sul, existe um sem número de castas de uvas autóctones, perfeitamente adaptadas a cada local, que permitem um desenho exclusivo de vinhos diferentes. A nossa aposta exclusiva nas castas portuguesas e num "terroir" de excelência, permite-nos construir vinhos com uma identidade clara e diferencia-nos num mundo que tende a ser igual. Acreditamos nas nossas castas, nas suas cores, nos seus aromas e sabores. A nossa aposta é desenhar vinhos exclusivamente com castas portuguesas, vinhos feitos com o que é nosso, aquilo de que todos nos orgulhamos.

Paulo Laureano:

Paulo Laureano define-se como um enólogo minimalista. Para ele desenhar vinhos é uma paixão, desvendar os seus aromas e sabores, avaliar e optimizar as razões da sua identidade e personalidade, promovendo-os como verdadeiras fontes de prazer, são os pontos-chave da sua filosofia.

A sua aposta exclusiva nas castas portuguesas, traduz a sua maneira de estar, encarando o vinho como factor de cultura e civilização.

Citrino, com mineralidade acentuada, notas tropicais, algo floral e forte complexidade. Macio, com frescura marcada. Perceção suave e elegante da componente da madeira. No final de boca sente-se um néctar limpo, fresco e prolongado.
Paulo Laureano Vinus

Paulo Laureano é um dos mais conceituados enólogos portugueses e uma referência dos vinhos no Alentejo.

Agrónomo, enólogo formado entre Portugal, Austrália e Espanha, depois de ensinar na Universidade de Évora durante 10 anos, resolveu dedicar-se, em exclusivo, aquilo que o move desde 2003, desenhar vinhos. Sobretudo na empresa que criou com a família em 1999 e que foi assumindo uma importância cada vez maior na sua vida.

Paulo Laureano define-se como um enólogo minimalista. Para ele desenhar vinhos é uma paixão, desvendar os seus aromas e sabores, avaliar e otimizar as razões da sua identidade e personalidade, promovendo-os como verdadeiras fontes de prazer, são os pontos-chave da sua filosofia. A sua aposta exclusiva nas castas portuguesas, traduz a sua maneira de estar, encarando o vinho como fator de cultura e civilização.

Morada

Monte Novo da Lisboa
7960-909 Selmes-Vidigueira
Marcas com que trabalhamos