Douro Branco
Mirabilis Grande Reserva Branco 2017

Mirabilis Grande Reserva Branco 2017

Douro Branco

Vinhas Velhas
Branco encorpado
Servir a 12º-14º
Carnes vermelhas, Peixe, Queijo
Potencial de Envelhecimento
63.28 €
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 12
O Mirabilis Branco Grande Reserva Branco 2015 é o primeiro vinho branco nacional a entrar para a distintiva lista dos melhores vinhos do mundo. Este vinho complexo e intenso atingiu os 94-96 pontos pelo prestigiado crítico Robert Parker, ao lado de nomes como Domaine de la Romané Conti, Chapoutier Hermitage, Guigal, Pape Clement ou o famoso Champagne Krug.

O Mirabilis Grande Reserva Branco 2015 é agora uma referência internacional, atingindo o patamar dos denominados grandes vinhos clássicos, profundos e de elevado carácter, com uma qualidade considerada “oustanding”.

Este vinho contém mais de 70% de vinha velha, com mais de 85 anos de idade, a maioria proveniente de pequenos lavradores com produções entre os 500 e os 1500 kgs, assim como a seleção do melhor Viosinho e Gouveio que a quinta faz questão de reservar. Na origem da excelência deste vinho estão também as uvas plantadas acima dos 500 mts de altitude no Douro, aspecto que introduz a este vinho do Douro um travo mais fresco, mineral e fino.
Mark Squires, o provador de Robert Parker para Portugal refere a excelência deste vinho e sublinha a sua singularidade expressa pela sua consistência ao longo dos anos, aconselhando guardar e consumir entre 2017-2030. Segundo Jorge Alves, o enólogo da Quinta Nova, este é um vinho com uma complexidade invulgar, com um equilíbrio entre a madeira e a fruta suave, mas profunda, que mostra alguma salinidade granítica e imensas especiarias como por exemplo cravinho. É um vinho tridimensional, tenso e de grande concentração, ao melhor nível do mundo.
Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo

A Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo é um local de extrema beleza, no coração do Douro, e propriedade da família Amorim desde 1999. A ligação da família ao vinho vem de longe, através da sua ligação às casas exportadoras de Vila Nova de Gaia, por via do negócio da cortiça, mas nessa data esta ligação resultou na concretização de um sonho e o projecto está hoje nas mãos da 4ª geração da família. Com uma história superior a 250 anos, a quinta exibe uma traça conservada e o edifício original da adega de 1764, após intervenções a cargo do Arquitecto Arnaldo Barbosa.

Mas a quinta é muito anterior a 1764 e história confirma-a como uma grande terra pertencente à Casa Real Portuguesa, tendo sido identificado o seu primeiro proprietário em 1725. A adega vinificava mais de 3.500 pipas de vinho, de parcelas e quintas vizinhas, tendo sido logo "integrada na primeira demarcação da região". Os locais históricos que ainda hoje estão preservados dão a perceber todo este peso histórico.

O espírito empreendedor e visionário da família fez entretanto a diferença pois, aliado a uma aposta apaixonada no futuro, determinaram o início de múltiplas alterações para um caminho de excelência enológica.

Morada 5085-222 | Covas do Douro
Marcas com que trabalhamos
As entregas
Portes Gratuitos
Profissionais